A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Eloy Polemico

"Otimismo"

[Verso 1: Eloy Polemico]
Tu diz que é cautela, cuidado com a cela
Cautela demais deixa a gente sequela
Ó, os bate-panela
Não sai da janela, e a vista aqui embaixo não é bela
Mano! Mas quem fez vocês, chapa?
O medo é não ir pros States, ou não comer num japa?
Quitutes gourmet, meu cardápio é só ovo de novo
E a visão é que é mais uma etapa
Me julgue pelo o que pergunto
Não é brisa, é Voltaire, e otimismo é o assunto
Paixões não me cegam, ilusões não me cercam
Daqueles que enxergam o caminho, eu tô junto
Salvar um culpado ou foder um inocente?
Qual escolha é mais incoerente?
Não é questão de copo meio cheio
Não é questão de foco, nem freio
É equilíbrio na mente

[Verso 2: Tadeu Msour]
E me falavam muito dela
E eu pensava muito nela
Tanto no beat ou a capella
Aqui é tudo tão normal
Falta de tudo um pouco
E nunca sobra um troco
E eu sou drogado e louco
Mas são tantos jogadores
Vários competidores
Estelionatários de abusos abusivos
Que me julgam e me conjugam
Mas não olham o próprio passo
Falam tudo que eu faço (faço)
Mas eu mudei a direção
Segui os meus pensamentos
Força, compreensão em busca
De entendimento, momento jogado
E eu me jogo no vento, e eles são comprados
E eu aprendo com o tempo

[Verso 3: El Mandarim]
Otimismo é um dom
Vejo sempre pelo lado bom
Pode pá, quanto mais eu sofro, mais eu cresço
Quanto mais eu perco, mais eu tenho a ganhar
Magia! História sem fim
Só que, dessa vez, interpretada por mim
O mago do dim-dim, Super-Super Saiyajin, vulgo eu:
Mandarim da Silva
Tô na selva, quem vai me salvar?
Já me perdi na névoa
Mas percebi que o sorriso da minha coroa vale mais que pérolas
Lágrima: do olho cairá
Mas não me apego a mágoas
Me faz entender o motivo
Que eu sigo positivo pro que está pra rolar

[Verso 4: Grone]
Hoje consigo enxergar o tempo que perdi
Agora, não vou parar, só vou progredir
Levei um tempo pra acordar
Agora não vou mais dormir
Não gosta de mim, se fodeu
Vai me ver muito por aqui
Sinto necessidade de ouvir a verdade
Mas o governo esconde toda a informação
Eles 'tão na maldade e só te dão metade
Daquilo que é seu por direito, irmão
Se hoje faço o que faço, é porque não abraço
Tudo que eles falam pra mim
É sobre o mérito que eles querem
Crédito não inédito, manterem assim

[Saída: Tadeu Msour]
Mas eu mudei a direção
Segui os meus pensamentos
Força, compreensão
Em busca de entendimento
Momentos jogados
E eu me jogo no vento
E eles são comprados
E eu aprendo com o tempo

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol