A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Praso

"O´stilo"

[Intro]
Boas mo people
Ahhh sh*t porque não checkamos os instagram's dos nossos aritstas preferidos
O artista mais bem vestido do rap game tuga
Passamos já para o nosso boy em estúdio a finalizar o seu próximo projeto

[Verso 1]
Dizem que é má qualidade que eu não tenho agradado
Que eu não tenho dado tudo em tudo o que tenho gravado
Pra mim é má vontade que me impede, mas um dia cerco
A capital como Napoleão fez numa quinta feira à tarde

Sempre fui teimoso No Rap um osso duro de roer
E a vida não tem sido um doce fácil de comer
É fácil mandar fazer foder o outro só por querer
Não me chegou ser honesto tive que aprender a bater

Por eles Eu Sei Que passava a noite toda no calabouço
Ou no fundo do poço com água pelo pescoço
A maior parte só se agrupa por interesse por gozo
E quem não se agrupa 'tá na luta
A ver se chupa mais que os outros

Eles são todos contra mas a favor da moda
Eu não vivo num faz de conta
Nem a pensar fazer folha a um tropa
As cenas são como antigamente só mudei a rota
Vou andar nisto a vida inteira, no fim só deus me cobra

Só deus me julga, me culpa de alguma forma
Se um gajo fuma é porque fuma, se come engorda
Rap é rap seja de onde for
Eu sou autor das linhas letras, não sou tradutor

Dizem que sou hostil que nunca fui subtil
E duma maneira ou doutra tenho que admiti-lo
A tanta coisa que eu não sou que sai da tua boca
Brotha poupa-me e tentar acompanhar o estilo

Livre que a minha alma solta nunca tive outra
Quando tiver uma chance eu vou dar luta
Eu não vou balanço nem atiro a queima roupa
Mira de longo alcance é certinho na nuca

Dizem que sou hostil que nunca fui subtil
Versátil demais dos poucos Reais fora do Brasil
Tão a micar o meu perfil dreads estão a tirar medidas
Quando calço o numero das calças que trago vestidas


(Hoje estão todos aí com o rap na boca
Com o trap, o boombap
Este canta assim, o outro imita o vizinho, o outro faz covers do estrangeiro
Uma cambada de ovelhas)


Todos em fila indiana ultima chamada p'ra fama
Ate à ultima jogada eu 'tou do lado de quem me ama
Apaixonado pelas ruas, sete luas por semana
2 dias sem ir cama a dama só reclama

Agora é só Artesanacto fim de semanas em Lisboa slow
Não quero uma boa vida só uma vida boa Bro
Ando a ver se a cultura pega no que não pegou
P'ra mostrar ao país inteiro o algarvio que sou

Eles 'tão no monte a fazer descontos p'ra quem vêem de fora
Não deu p'ra ser 100NOME
Com os nomes que me chamam agora
Combina uma roda o dia a hora o local e o beat
Que eu vou pedir o BM ao cota p'ra gravar o vídeoclip....

Mas a cota diz: "João o carro do teu pai não
Já o partiste uma vez naquele despiste no verão"
..........
..........

O que eu já fiz ,o que eu faço ainda hoje crio a base
Rio quando caio quando me levanto preciso de espaço
Nunca tinha vesti tanta mão amiga a crer me segurar no braço
Desde a última cantiga que a dica 'tá em quem dá o nó no laço


Do ré me fá sol la si dó
O Melhor Que eu faço
E escrever isto numa pauta e dar a flauta ao pastor
Isto parece um circo do terraço vejo o palhaço
Do Dallas a tentar dar balas sem ter nada no tambor

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol