​holympo
Ofuscado
[Intro]
Motherf**kers com inveja do que o mundo me ofereceu
Eu nunca quis a fama só o amor que pedi
Eu já só viro as folhas do livro que Deus me deu
Já caí várias vezes só p'a saber mais de mim
Agora só caio p'ra cima, p'a 'tar perto do topo
E o impa**e que me prendia no chão já não é sufoco
Compliquei o que era simples mas eu já abri o olho
E a corda que me prendia já a tirei do pescoço

[Refrão]
Se eu me sentia à vontade? Não
Num ombro tenho o Diabo
E ninguém do outro lado
Conheço-me por metade (ya)
O tempo não tem parado
E se o meu pulso parar
Eu só vivo separado
E tudo tem pa**ado
E eu convenci-me ao contrário
Essa luz tem-me ofuscado
Preço é caro até ver claro

[Verso 1]
E se isso acontecesse
Eu tropeçava em mim próprio
A tentar dar mais um pa**o à frente
Mas ainda sou o mesmo
Vou levantar-me outra vez
Só p'a pôr cá fora o meu talento
Afastar-me dessa gente
Que nas costas são diferentes
Daquilo que são na frente
O que é que me deixa contente?
Não sei com o que me contento
Só queria poder viver a minha vida
Sem este aperto que me bate no peito
Não quero fama nem ter poder
Não foi p'a ter isso que eu entrei no game
Porque eu já só quero dar aos meus
Tudo aquilo que posso, tudo o que eu não tenho
Não nasci p'ra agradar ninguém
Só quero ser orgulho p'a minha mãe
Porque ela pergunta no que eu me tornei
Mas nunca perguntou o que eu queria ser
Procuro respostas que nunca encontrei
A olhar-me nos olhos, a olhar-me ao espelho
A tentar sair daquilo que eu criei
Fechado num círculo à espera de mim me'mo
À espera de um anjo p'o meu ombro esquerdo
P'a ter o equilíbrio que tanto preciso

Dividido entre 'tar morto ou 'tar no topo
Só quero saber o caminho em que o divino me coloca
Não quero alterar o destino, estou sujeito a ficar louco
Perto de entrar em colapso por sonhar enquanto durmo

Tanto pensamento ao mesmo tempo
'Tou abraçado ao que eu não posso
Faço coisas que não devo
Eu sinto a mais, 'tou de overdose
A bala que furou o tempo
Parou os ponteiros do clock
Muitos anos sempre à espera
Que chega**e a minha hora
[Refrão]
Se eu me senti à vontade? Não
Num ombro tenho o Diabo
E ninguém do outro lado
Conheço-me por metade (ya) (uh)
O tempo não tem parado
E se o meu pulso parar
Eu só vivo separado
E tudo tem pa**ado
E eu convenci-me ao contrário
Essa luz tem-me ofuscado
Preço é caro até ver claro

Se eu me senti à vontade? Não
Num ombro tenho o Diabo
E ninguém do outro lado
Conheço-me por metade (ya) (uh)
O tempo não tem parado
E se o meu pulso parar
Eu só vivo separado
E tudo tem pa**ado
E eu convenci-me ao contrário
Essa luz tem-me ofuscado
Preço é caro até ver claro