A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Chris MC

"VOZ"

[Letra de "VOZ" com Doug Now & Chris MC]

[Intro: Doug Now]
Ahn, contrária (Ahn)

[Verso 1: Doug Now]
Hoje eu acordei pela manhã e vi que ainda sou parte desse mundo
Onde o que se ganha em meses se perde em um segundo
Gente igual a gente morre, a mídia omite
De acordo com as pesquisa, era pra esse som ser só o beat
Mas parece que eu não morro
Parece que pouparam minha vida pra contar história de morro
De rua e de gorro à noite, madruga e seus açoites
Ouviram "toc-toc" com o cabo da Glock
Ao toque do X9 é um touch-screen
O crime não é chroma key
Vai achar bizarro, as ruas do seu bairro não são como aqui
Nem sei como eu tô aqui, maldição ou bênção
Vendo os que se vão, eu sou dos que ficam e pensam:
"Por que não eu? Por que nunca me deram tiro?"
Onde vários vão de ralo, nem sei se deram motivo
Eu tô durando igual vampiro, muito mais que seu super-hero
Devo ser carne de pescoço, irmão, naipe Valdomiro
Só pode ser brincadeira não notar o que eu noto
Meu perfil é criminal, seu perfil é só uma foto (Entendeu?)
Então diga X que nem Malcolm X
Não é de brincadeira, quis me ver no X, nem com raio-x
Vão ver minha caveira, cinco irmãos do gueto e um Palio
É só rajada
O boy que bebe, bate a BM mata não dá nada
Cês mora tipo em Wakanda mas finge que é Escandinávia
A sociedade é um leite que azedou, mas sempre que se salva a nata
Eu nunca fui de repetir ditado
Mas desde o passado os meus já tem o futuro ditado
Talvez por nunca ser visto, mano, nunca fui lembrado
Já vi tanta fita errada e não morri igual no Chamado, ahn

[Refrão: Chris, Doug Now & ambos]
Sua visão sobre mim ainda não mudou
Não vai ser da forma que tu quer
Sempre faço questão de ser quem sou
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí
Sua visão sobre mim ainda não mudou (Não mudou)
Não vai ser da forma que tu quer (Não vai ser da forma que tu quer)
Sempre faço questão de ser quem sou (Uh)
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí, né? Né?
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí, né? Né?
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí, né?

[Ponte: Djonga]
Aí, Gustavo Pereira, 24 anos
Douglas Eustáquio, mais de 30
Vivos, surpreendentemente vivos

[Verso 2: Djonga]
Depois que eu superei ser preto no Brasil
Meu maior desafio foi encontrar alguém pra destacar no feat
Pois encontrei, é, lhes apresento Doug Now
Vários chegaram, mas só ele ultrapassou o limite
Mano, vamos aos fatos
Ouvindo Kendrick Lamar pra nunca me esquecer que ainda não sou bom
Vocês deviam ouvir pra não se esquecer que são brancos
E que talento é esforço, não se trata de dom
"Mas Djonga não gosta de branco"
O bang não é apenas cor, interpretem
Parece que ainda estão no ano lírico
Pela cor cê só não sente o que eu sinto
Mas pela boca e pelas atitudes
Branco é seu estado de espírito
Playboy se junta hoje em dia mano, e quer ser bonde
Tô lutando pra favelado junto ser empresa
Mamãe falou que mudar o mundo é sem pressa
Rico bandido é predador, pobre honesto é presa
Aí 'cê cola na boca, ela fica banguela
Um tiro te fecha a porta e abre a janela da alma
'Cê não deixa pra sua família nem uma casa
Só o famoso mal exemplo e um menor chei' de trauma
Porra, nesse disco queria escrever hit
Mas não 'guento mais ler as lápides escrito "R.I.P."
Cês nos trouxeram do outro lado do oceano
Mas me dão tanta preguiça que as vezes penso em voltar pra lá nadando
Eles passam na faculdade sem estudar
Postam contrariando as estatísticas
Aqui, contrariar é passar dos 18 sem ser preso
E sem ser só mais um caso de algum cu da balística
É, pra isso eu não posso ficar estático
Então minha escolha foi ser um ser estético
Se rap é coisa de bandido, eu roubo a mente do seu filho
E nós vê o crime ao vivo, vocês vem no Narcos, México
Douglas, pelo que dizem os estudos
Se o beatmaker for preto esse som era pra ser só o silêncio (Shhh)
Combinaram de nos matar, combinamos de ficar vivo
Choro é livre, eu te empresto esse lenço
Os comédia até que quis, mas só entupiram o nariz
Acha que tem que tá enterrado pra ser rap de raiz
Tô no tapete vermelho e não é de sangue, mané
Então quando me vê passando me aplaude de pé, fé!

[Refrão: Chris, Doug Now & ambos]
Sua visão sobre mim ainda não mudou
Não vai ser da forma que tu quer
Sempre faço questão de ser quem sou
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí
Sua visão sobre mim ainda não mudou (Não mudou)
Não vai ser da forma que tu quer
Sempre faço questão de ser quem sou (Uh)
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí, né? Né?
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí, né? Né?
Mais honrado morrer sendo quem é e tamo aí, né?

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol