​The D.O.C.
Soul Gangsta
[Refrão 2x]
Soul Gangsta - Soul Gangsta
Soul Gangsta - Soul Gangsta

[Verso 1 - Eazy Down]
De óculos escuro e bombeta
Geralmente o que a gente fala vira treta
Difícil compreender o ser humano
Que vive idolatrando quem tá aí enganando
Sou mal visto, mal compreendido
Mas não desisto, eu não sou vendido
Eu sou aquele que a polícia quer matar
Quando me ver no palco representar
Eu causo a fúria no seu psicológico
Não pelo ódio, mas sim pelo lógico
Me diz se for capaz: o que mudou?
Na sua quebrada, o que que melhorou?
Os preto ainda sofre preconceito
Por ter a pele escura e ser do gueto
O rap ainda é a voz do excluído
Não vou falar de festa se o meu povo é oprimido
Não vou sorrir enquanto uma mãe chora
Jogando flores e terra numa cova
Repet**ivo e chato, pode falar
Mas mostra aí o que cê faz pra essa porra mudar
Ao longo dos anos eu enfrentei
Polícia e o sistema pelas letras que eu cantei
Não me arrependo de nada
Faria tudo de novo
A cena do gangsta é lutar pelo povo
Ousar, lenço e all star
E quando eu precisar ir pra guerra guerrilhar
Soul gangsta, rap campineiro
Direto do parque dos monstros, Sistema Negro

[Refrão 2x]
Soul Gangsta - Soul Gangsta
Soul Gangsta - Soul Gangsta

[Verso 2 - D.O.C]
Sou sim, não vou mentir (jamais)
Colete ou não, uso Deus é por mim
Armas? Todos deveriam usar
A fé, o amor, um cérebro pra pensar
Ideia nós tem pra trocar
São 33 estradas, meu bom sem ramelar
Nessa de rap onde cê quer chegar? Rapa
Não esquenta, quem viver, verá
Os fraco vão se a**ustar
Zé povo zói de lula pra mandar andar (vaza)
Campinas vai mudar
O time tá formado, bora trabalhar
O plano é recrutar uns menino
Bom, que não queira ficar de jão
Que tenha a malandragem no instinto
Não dependa de ninguém, se apoie só nos livros
Almeje uns canudos sim, uma goma, uma nave enfim
Seja um negro nerd, sim
Roube a cena, quebre a banca
Como um ministro, Joaquim Barbosa, negro drama
Entenda que o bang tem seu risco, trocou de laje erma
Quem viver será os ossos do ofício (entendeu?)
A minha ambição só tem um vício
Entrar na sua mente, te livrar do crime
[Verso 3 - Ice Juck]
Sou gangsta sim, uso preto, de luto não tô
Profissional que honra a roupa de trampo, morô?
Eu chego sem avisar, eu peço por favor
Dá uma atenção aqui pros manos que sacrificou
Que asfaltou as ruas de terra pro cês pa**ar
Zoou o bagulho agora nós tem que recapear
Da nada não, foi até bom pra nós ver - verá
Quem tá no rap de verdade - quem ta pra brincar
Eu sou o coice que sai na garganta
Visto terno, cidadão comum
Que veste o preto e virou problema
Entre milhões nós é visto como coisa rara
Tipo aquele mano que te fala a verdade na cara
É o recomeço? Não
Nós está aqui desde o começo
Mas quem corre com a verdade sempre paga um preço
Disposto aí pra luta nem que tenha que pagar com a vida
Entrei no rap com a verdade e ela será dita

[Refrão 2x]
Soul Gangsta - Soul Gangsta
Soul Gangsta - Soul Gangsta