A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Here’s Johnny

"Cobra Capelo"

[Verso 1]
Pensavam que 'tava quieto
Liguei a sensação de esperto
Que me protege, e não deixa que a esperteza seja um sacrilégio
Considerada pelos espertos como audácia canina
Agora ficam todos presos porque a astúcia era minha
E quem é esperto afinal, se o meu projecto é letal
Um corpo vive num local, a minha cabeça num astral
É a esperteza que me permite fixe alimentar-me
Reinventar-me para ser novo todos os dias e agigantar-me
Elevar todos os meus níveis incríveis e assim brilhar
Se o suporte que tenho em stock permite-me que eu inove
Mudo a métrica e logística de todas as minhas rimas
Não me apanhas n*gga, se tu copias dobro a esquina
Larga-me da mão, larga-me a berguilha
Monkey see monkey do, f*ck you que eu rimo na Mira
Cuspo pólvora já nem tenho anginas, confirmas Mira?
Uma mistura de palavras yo com middle fingerz

[Refrão]
Larga-me da mão larga a minha rhyme
Larga o meu flow larga o meu style, larga o meu piso
Larga o meu shine
Larga o meu ninho, larga o meu grind
A minha cena é worldwide

[Verso 2]
Metem as mãos, cheiram tudo vão a tudo lá vão eles
Seguem tudo, são de modas, mostras o teu eles vão lambê-lo
Não sei se é das dores mas falam pelos cotovelos
"Eu já vi este fodi aquele, Planeta Swag o Mundo é Deles"
Poucas regras e muitas historias só me apetece é fodê-los
Não papo misericórdias
Mando é o Papa Benzer-vos
Não me revejo eu não me espelho neles
’Tou farto deles ando com eles pelos cabelos
E tu gritas "Meu Deus"
Mas quem é que é aquele
Que vem com cenas estranhas e trás o veneno à capelo
Chupa-me a puta do meu néctar, eu venho-me num Hectar

[Refrão]
Larga-me da mão larga a minha rhyme
Larga o meu flow larga o meu style, larga o meu piso
Larga o meu shine
Larga o meu ninho, larga o meu grind
A minha cena é worldwide

Larga-me da mão larga a minha rhyme
Larga o meu flow larga o meu style, larga o meu piso
Larga o meu shine
Larga o meu ninho, larga o meu grind
A minha cena é worldwide

[Pós-refrão]
Não há pachorra para noticias dadas pela rua
Falam-te da minha, falam-me da tua
Deixa os pintores
Pintarem quadros até à lua
Palrarem como papagaios ou catatuas!

Não há pachorra para noticias dadas pela rua
Falam-te da minha, falam-me da tua
Deixa os pintores
Pintarem quadros até à lua
Palrarem como papagaios ou catatuas!

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol