Recebi um Convite (à Casa da Jóquina) lyrics

Quim Barreiros

[Setilha 1]
Para passar uma noitada
Eu recebi um convite
Para passar uma noitada
À casa de uma viúva
Que já estava reformada
Mas tinha uma filha boa
Era dessa que gostava

[Setilha 2]
À casa da viuvinha
Preparei-me e então fui
À casa da viuvinha
Bati à porta da sala
Falaram-me da cozinha
Ninguém pode imaginar
A alegria que eu tinha

[Setilha 3]
Estavam ambas à fogueira
Mandaram-me entrar para dentro
Ai estavam ambas à fogueira
E eu como sempre gostei
E gosto da brincadeira
Preguei três beijos na velha
Porque essa era a primeira

[Irregular 1]
Quero-lhe o meu merеcimento
Como se chama a sua filha
Quero-lhе o meu merecimento
Não quero que ela aqui diga
Ai que eu venho com descaramento
Olhe chama-se Jóquina
É única e morgada
Você não lhe dei-a beijos
Que ela muito envergonhada
Você vai cear connosco
Mas eu quero um favorzinho
Vai com a Jóquina à Adega
Tirar uma caneca de vinho
Como sabe não é longe
É perto e bom caminho

[Quintilha 1]
Que havia lá na aldeia
Era um costume antigo
Que havia lá na aldeia
Ela à frente com a caneca
Eu atrás com a candeia

[Quintilha 2]
Que era aquilo que ela queria
Quando chegamos à adega
Que era aquilo que ela queria
Eu apaguei a candeia
Que às escuras também via

[Quintilha 3]
Ela não era zarolha
Começamos a apalpar
Ela não era zarolha
Quando eu apalpei o pipo
Já ela tinha a mão na rolha

[Quintilha 4]
Que era de aproveitar
Começamos o trabalho
Que era de aproveitar
Porque era um pipo novo
Que estava por insertar

[Quintilha 5]
Até as pedras se riram
Quando eu trabalhava
Até as pedras se riram
E eu que tanto apertava
Que até as borras saiam

[Oitava 1]
A trabalhar com canseira
A Jóquina começou
A trabalhar com canseira
Porque ela coitadinha
Era muito trabalhadeira
Quando ela abria o pipo
Eu metia a torneira

[Nona 1]
Dizendo coisas sem jeito
Nisto chegou a velhota
Dizendo coisas sem jeito
Mas eu não sou aldrabão
Queria o trabalho bem feito
Desculpe minha senhora
Mas ainda não estamos fartos
Já lhe tombei a vasilha
E agora aperto-lhe os arcos

[Quintilha 6]
Faz coisas desesperadas
Sabemos que quem espera
Faz coisas desesperadas
Mas a Jóquina queria o pipo
Com as leivas bem untadas

[Septilha 4]
Pois não houve malvadez
Trabalhou até ficar contente
Pois não houve malvadez
Eu peguei na minha gaita
Ficamos dançando os três
Eu peguei na minha gaita
Ficamos dançando os três

Think your friends would be interested? Share this lyrics!

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Contact Us DMCA Policy Privacy Policy
Copyright © 2013-2021 Lyrics.lol