A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

5 a Seco

"Pausa"

[Verso: Tó Brandileone]
Onde eu possa descansar daquilo tudo que já sei
De  todo ouro que busquei
Do  vício de me reinventar

Onde eu possa resgatar a dádiva de ser ninguém
De nunca mais falar de mim
Procuro  esse lugar

Pausa  para respirar
Do permanente vir a ser
Do  desamparo de não ter
Do desespero de esperar

Pausa para repensar
O que merece me mover
E  esse lugar, se um dia houver
Eu chamarei de lar

[Refrão: Tó Brandileone]
E quando um dia voltar a perceber
A pulsação se acelerar
Eu voltarei a percorrer
O mar aberto do querer
Sem nunca esquecer
Pra onde posso voltar

[Verso: Tó Brandileone]
Onde eu possa descansar daquilo tudo que já sei
De todo ouro que busquei
Do vício de me reinventar

Onde eu possa resgatar a dádiva de ser ninguém
De nunca mais falar de mim
Procuro esse lugar

Pausa para respirar
Do permanente vir a ser
Do desamparo de não ter
Do desespero de esperar

Pausa para repensar
O que merece me mover
E esse lugar‚ se um dia houver
Eu chamarei de lar

[Refrão: Tó Brandileone]
E quando um dia voltar a perceber
A pulsação se acelerar
Eu voltarei a percorrer
O mar aberto do querer
Sem nunca esquecer
Pra onde posso voltar

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol