A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Zudizilla

"Prisma"

[Verso 1]
Cêis que duvidaram de nóis então, olha agora
Lembra o que falaram de nóis?
Fala agora
O tempo passa, eu não: a vida cobra
Quem se dedica algum dia recebe sua cota e hoje
Eu valho mais do que os pano
Que me fez menos que os cara
Que vale o preço das marca que usa
E não tem grana que pague a sensação de ver estampada as minhas frases nas blusa nas rua
Ou pixada nos muro
Muito respeito e por isso continuo aqui
Continuo bem
Continuo... Sabe?
Eu continuo zen!
Vô tá disposto enquanto houver aqui
Posto sem ninguém pra segurar com classe os rap sujo
Eu deixo exposto que não tô aqui no suposto concurso sobre quem é o melhor mc do mundo
É quase injusto esse corre, pra ir pro estúdio é um corre que é pra deixar como eu almejo o trampo
Tento de tudo o que posso, sei que o futuro de um dos nosso ao menos salvo com o que produzo
E até música contra fizeram pra mim
2015 e eu tô em pé bebendo gim e suco
Corro por mim e uma cidade inteira e metade dela tá pouco se fudendo se me afundo

[Refrão]
Ponho esperança em tudo que aposto e aposto que posso ir mais do que esperam de mim
Me emprenho tanto que sofro e me cobro, se não alcanço o apse, então não serve o que fiz
Focado trampo sem dono nem sócio, eu fecho os olhos e deixo de dentro fluir
E pouco me importa se toque
Na sua balada mais top ou não

[Verso 2]
E eu já me sinto como um vencedor
Não sei devo ou se posso, dizem que isso não é bom pros negócios
Mas não me importo
Foco noutras questões
E tomo todas decisões sem precisar sócios, é minha vida
E tudo em volta influencia de algum modo e se faz jus ao conteúdo eu tolero rótulo
Fechado igual céu cinza
Entre bares, esquinas
Busco ir pra longe de quem julga sem saber de si
Daqui faço minha caminhada e o ponto de partida foi justamente a avenida da ilusão
Respirei fundo, e toda a coragem que eu tinha ainda parecia insuficiente frente a condição
Pra cruza a boulevard do desespero onde arrependimento vem como o tormento que antecipa a melhor parte
O vento toca a face frente ao derradeiro momento que me faz vê-lo como um suspiro de quase de todos que não foram além por pura covardia
De todos que pensaram que era assim tão fácil
Sem calcular que além de tudo existe um novo dia pra escrever sua história e não travar no prefácio
Deixar pra trás o que faz peso e atrapalha tendo clara a consciência pra ser sábio a cada escolha, eu vou
Desarquivar os sentimentos mais sinceros da alma
Pra que os versos façam sentido além folha

[Refrão]
Ponho esperança em tudo que aposto e aposto que posso ir mais do que esperam de mim
Me emprenho tanto que sofro e me cobro, se não alcanço o apse, então não serve o que fiz
Focado trampo sem dono nem sócio, eu fecho os olhos e deixo de dentro fluir
E pouco me importa se toque
Na sua balada mais top ou não

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol