Rodrigo Zin

"Carreira Solo"

(Asiatiko)
Em meio as meias verdades, só uma é absoluta
Minha mente ainda computa teorias obsoletas
Letras com ideias malucas, tô em comunhão com meus trutas
Nas minhas internas lutas, deixa que eu resolvo as tretas

Vejo que a coisa tá preta, o saldo tá em vermelho
Não posso amarelar, vô atrás de um cascalho
Se nada vai vir de graça, eu vendo alguns conselhos
Podem todos ser macacos, mas eu não quebro o galho

Trabalho e não fico rico, não vou passar nenhum mico
Já matei o leão dourado que quis ser o caçador
Já cansei de passar dor, passado, já não me irrito
Não me omito, sou um mito, não grito mas sou terror

Que soterrou os vacilos e superou os limite
Fazendo da vida um show, sem precisar de convite
É free, dispensa beat, minha crença não é na acapella
Deus ajuda quem madruga, mas me livra dos ramela

(Rodrigo Zin)
Essa eu cantarei, pra quem já derramei
Lagrimas de alegria em solo
Sobre o nascer do sol, a cidade exala
O cheiro de rotina em solo
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


Copyright © 2017-2020 Lyrics.lol