Klyn
Parafal
[Refrão: Dfideliz]
Glock, Uzi, louco de arsenal
Klyn na contenção de ParaFAL
Nagalli falou que tá normal
Coisa de bandido, hoje eu tô mal
Né, b*t*h
Glock, Uzi, louco de arsenal
Klyn na contenção de ParaFAL
Nagalli falou que tá normal
Coisa de bandido, hoje eu tô mal

[Verso 1: Klyn]
Bandido pra caralho tava destinado a ser
Virei trapper, bandido fino, até parece o mesmo ser
Dessa maldade eu vim do ninho, onde se mata pra viver
Deus tá no céu, mão no gatilho, nisso aqui não vou morrer
Perdi a conta das vadia me chamando pra fuder
Quantos eu vi na judaria que eu tive que fuder
Trap minha vida, eu sou demais pro seu quintal e pra você
Hoje uma pá de emocionado, trapstar eles quer ser
Tem uns que canta que é bandido, emocionado tá na moda
Mas se jogar no Fontalis não dura nem duas horas
Eu sou o preto que ele odeia, mas a filha dele gosta
Até parece meio clichê, mas pro branco, preto é moda
Normal pra me olhar no espelho e dizer que eu sou foda
É que inevitavelmente eu só mando linha foda
Fodo a b*t*h branca, e a b*t*h preta eu levo pra Europa
Trap tá tipo meu crime, eu vivo disso e junto as notas (fala)
[Ponte: Klyn]
Vivendo disso, juntando as notas
Tô quase rico, alvo de xota
A b*t*h preta levo pra Europa, tipo bandido que ela gosta

[Refrão: Dfideliz]
Glock, Uzi, louco de arsenal
Klyn na contenção de ParaFAL
Nagalli falou que tá normal
Coisa de bandido, hoje eu tô mal
Né, b*t*h
Glock, Uzi, louco de arsenal
Klyn na contenção de ParaFAL
Nagalli falou que tá normal
Coisa de bandido, hoje eu tô mal

[Verso 2: Dfideliz]
Eu nunca vi na favela alguém subir querendo meu melhor
Se fosse pelos boy eu tava rico só vendendo pó
Mas sou preto demais pra usar roupa que 'cês gosta
Eu aprendi aonde eu nasci se 'cê não pode a gente rouba
Eu fico meio dividido entre favela e Morumbi
Por isso que eu trafico lá, pego o dinheiro e gasto aqui
Já fui moleque pra caralho
Hoje eu só penso em dividir
Eles queriam os mais bandidos, por isso tá eu e o Klyn
Eu falo tanto do Fontalis, 'cês nunca vão entender
Eu vivo lá e cresci lá, e é lá que eu vou morrer
'Cês falam tanto que é bandido e têm medo de morrer
Se 'cês mora**em aonde eu moro o medo ia ser viver, óh
[Saída: Dfideliz]
Hoje eu tô rico
Eu dito moda
Tô mais bandido
Alvo de xota
Na minha quebrada
Só voa nota
Só tem bandido
Tô de meiota