A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

FBC

"Bando"

[Verso 1: DoisT]
Foque, foque, 'cê tá no toque
O sistema em choque, os menor de Glock
Brinca de GTA dando gargalhada
O número raspado enquanto ela cospe
Eu sento o xarope pra essa sua tosse
Abre a janela e saber que nós sofre
O mundo gira, aumentando a dose
A realidade causa overdose
Seu nariz entope, mais sangue escorre
Pra sobreviver tem que correr como Robben
Flow de sobra construindo a obra
Cada punch nossa é uma sessão de boxe
Métrica louca, levada assassina
Molhando a sua mina dentro do seu Porsche
A melhor lagosta e o melhor hotel
Prepara as garrafa porque hoje pode
O que era Golden Era virou a Lek Lek
Geração Nutella, seu som é diabete
Enrolando corpos no meu carpete
MCs me vê como assassino em série
Let's go, double T
Paquistanês, Hennessy
Cabrones, Verde, Leo e Eloy
Pelos acesso [?] desci
Tô rindo lá no seu velório
É só lá que se vê que só Deus é o tesouro
Enrolaram a cabeça com pano
Que algum dos meu mano estourou seu miolo
Chapiscou ou reboco, as parede de tijolo
Falaram de iPhone, puxaram um do novo
Que se foda tudo na sua volta
Já tem sua vida, então esquece a dos outro
E fala, fala!

[Verso 2: Ber]
No jogo me chamam de El Chapo
Sou ninja rodando o nunchaku
Sujando de sangue meu jaco
Tô sempre juntando os paco
Os menor tá brincando de taco
Não venha querer dar pitaco
As ruas não são pra você
Você de vivência é fraco
Não adianta querer ter visão
A favela não te dá moral
Moral não é ter condição
Moral é espiritual
Nós serve bebida pro Zé
Nós faz o mesmo ritual
Os caveira voltando de ré
E viva a paz mundial
Foda-se o Estado, não olha pra nós
Foda-se os play do mundo de Oz
Foda-se o Trump, foda-se o Bozo
Foda-se o rei e seu trono de ouro
Foda-se as leis, foda-se todos
Foda-se os fakes, foda-se o jogo
Alguém desse take, o mais perigoso
Eles peida pra mim, não largam meu ovo
Drogba, vários irmão vendem droga em bar
Na condição de te derrubar
Sem educação, mas sabem jogar
Ac*mular, dinheiro na mão posso copular
Encosto o facão na sua jugular
Meu verso é real, vai te estrangular
Drogba, vários irmão vendem droga em bar
Na condição de te derrubar
Sem educação, mas sabem jogar
Ac*mular, dinheiro na mão posso copular
Encosto o facão na sua jugular
Meu verso é real, vai te estrangular

[Verso 3: FBC]
Podre
O chipe acaba nesses cara que tá facim
Faz umas telas debochada que eles quer vim
Dá um banho nesses que te seca
E põe o kit certo que a vitória já tá pertin'
Y'all, tô na rua com meu plano (Foco nos negócio)
Yeah, sou quem cuida dos meus ganhos (O bom do livre arbítrio)
Sou quem escolhe esse sample
Chove chumbo, plaw plaw, pra esses mano sem flow
Woo, tô na rua com meu bando
Abençoado, me chamam de Marlon Brando
Yeah, notas pequenas na mochila
Comprei um quarteirão e nem tenho 40 anos
Yeah, yeah, pragas da lavoura
Vermes são comuns em todo canto
Só que, mano, eu tenho fé e é incrível
Que até Deus quis ser meu sócio depois de ouvir meus planos
Tô na rua com meu bando
Yeah, o mais chato do meu bando (Skr, skr, skr, skr)
Yeah, nessas ruas desde quando
Paz, justiça e liberdade era o lema de um bom malandro
Trapper? Eu não sou trapper
Como você se sente levando a surra de um rapper
Mortos de fome me invejou
Mais público que eu e nunca vi fazendo um show
Woo, tô na rua com meu bando
Me chamam de Marlon Brando
Yeah, nessas ruas desde quando
Paz, justiça e liberdade era o lema de um bom malandro

[Verso 4: Xaga]
Aí, ruas, sangue, compatibilidade, verdade
Um brinde aos nossos, é
E ainda vão dizer que é sorte
Xaga!
Quanto mais me apontam, mais me sinto forte
Aí, viver da música ou a morte
E eles me perguntam como que tem sido, hã
Nem imaginam o quanto o jogo é falso, não
No meio do choro, às vezes um sorriso
Mas eu tenho fé que tudo é fase
Aí, vencer o mestre é a moral de tudo
E quando o mestre é a sua consciência
A vida é um teste onde o final é o luto
O checkpoint é a resistência
Eu vim pra tomar tudo agora
Perder tempo é jogar fora
Investimento não é grana
É sentimento por saborear
Fazer disso o nosso mundo
Que se foda quem não entende
Do bueiro, somos sujos
Nasci pra fazer história
Somos lendas, Erva Doce
Crime é nosso, o som na mídia
E elas tão observando
Agora mais do que a polícia
Preto e grana são a chave
Poesias, universo
Tira a mão da minha vitória
Eu sou dono do progresso

[Verso 5: Tony Mariano]
Do PPG ao Jacaré só menor brabo
Tá só lazer no QG, só cria treinado
Nós é de raça, que faz fumaça
Se tentar, segura que é de graça
Dizem que sou louco
Só porque eu ando assim, que eu falo assim, que eu ajo assim
Eles não sabem por que eu sou assim
Vou até o fim no melhor pra mim
Olha, eu não devo nada
Tô com a minha mente muito elevada
Dizem que tô fazendo mágica por aí
Então segura, abracadabra!
Me esquivando dos jab do mundo, os direto da vida
Os cruzado dos filha da puta que cruzar o nosso caminho e duvida
Me inspirei nas palavras da Bíblia
Será humilhado aquele que humilha
Eu só quero aquele que é meu, família
Não adianta tu meter a bilha
Não adianta, não
É nós que é o controle da quebrada
Safado num atravessa, passa nada
Pra quem quiser brecar minha caminhada
Segura a sequência da rajada

[Verso 6: Menor do Chapa]
Artilheiro
Sou soldado pique guerrilheiro
Nas ruas do Rio de Janeiro
Eu levo o caos, o desespero à oligarquia
Terror dos modinha, eu sou a voz da anarquia
Se quer falar de rua, nós é o dia a dia
Cada um na sua, nós é correria
Eles são Papa Mike, nós é Papa Gata
Nós só anda de Nike, eles só nos ataca
Nós anda de nave, eles anda de barca
A tropa acelerando, eles nem viram a placa
Não adianta
Nós de pé, abutre não tem janta
Dorme atravessado na garganta
Tomei de assalto, já me deram a planta
Tudo, tudo nosso, bala nos pilantra
Turano é minha banca, os menor tira onda
De meiotão na mão, é tiro, porrada e bomba

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol