A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Hungria Hip Hop

"Trinca os Graves (Remix)"

[Refrão: Wlad Borges]
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão

[Verso 1: Hungria Hip Hop]
Trinca os graves que é nós, cada momento é sagrado
Nos eventos com os muleque, é parceria lado a lado
De dia, de noite, de noite, de dia
Curtir com a mulherada e mulherada é freguesia
Só de carreta louca, tremendo os auto-falante
Namorada quer casar, as cachorras quer ser amante
Um vinho maneiro, um Ice um Red Bull
As mina tudo gostosa, eu olho paro, dou um zoom
Em frente a boate, as cachorra vira fã
Mentalidade de putão e conversa de dom Ruan
Quem não cai, quem não cai, numa conversa bem formada
Depois da conversinha é carro e cena censurada!

[Refrão: Wlad Borges]
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão

[Verso 2: Hungria Hip Hop]
De short enterrado, de tomara que caia
Se eu aumentar meu som cê diminui a sua saia?
Na noite é mó sucesso, de dia é mixaria
De tarde com as danada, na madruga com as ruivinha
Meto os kit cabuloso, as peita de bãm, bãm, bãm
A falsidade se reflete no espelhado do Ray-Ban
Tô no mestrado, a vida é um curso
Na escola que tu estudou, toquei terror e fui expulso
Alguns entram pra droga, outros entram pro crime
Sua vida cê que faz, seu destino cê define
Muita gente fala mal, aí parceiro, nem comente
Se falam pelas costas é sinal que nós tá na frente

[Refrão: Wlad Borges]
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão

[Verso 3: Hungria Hip Hop]
Marcando meia-noite meu relógio tá normal
Hora que as princesinha perde o salto de cristal
Feriado ou não, é dia de aprontar
Brazlândia píer 21 ou então ponte Jk
As mina alucina, os muleque fica chocado
Antes eu era feio, mas hoje eu tenho carro
Somos loucos, sim, e por aqui ninguém se engana
Viver como leão e nessa selva é nós que manda
As bizinha enterrada, neon pistão rebaixado
Tá desacreditando, demorou cola do lado
Os golf na seqüência, altas mina aqui pilota
Quem vê não acredita, acha ilusão de ótica
Corrente de ouro, nos carros, banco de couro
Enterrado igual besouro, os grave aqui é mó estouro

[Refrão: Wlad Borges]
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão
Trinca, trinca, joga os graves pra rachar
Trinca, trinca, os boys não param de bicar
Trinca, trinca, só de estilo patrão
De noite, de dia, as prata e o jaquetão

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol