DJ MK
Bem Vindo A Selva
[Refrão 2x]
Bem vindo a Selva
SP, selva paulista
São Paulo, SP, selva capitalista
Bem vindo a Selva
SP, selva de pedras
São Paulo, SP, entre o céu e as trevas

[Verso 1]
Bem vindo selva de São Paulo, antro do C4
Cheio de peça e eu não tô falando de teatro
Povo cheio de pressa pra por rango no prato
Correndo entre cobras, piranhas e ratos
Isso é fato, e eu conheço toda a fauna
Quando a chapa esquenta essa porra vira sauna
Nego soa frio e te pede muita calma
Um vacilo fio e já sobem sua alma
Entre armas e rosas, eu to sempre calmo
Salmo 27, tô longe dos 7 palmos
Ninguém quer morrer, mas tem alguém no alvo
Pode ser você, porque ninguém tá a salvo
Todo mundo têm revolver agora
Vagabundo tem problema e resolve lá fora
Lei da selva quem é forte devora
O fraco é devorado
Outra mãe que sofre e chora

[Refrão]

[Verso 2]
Bem vindo a selva de concreto
Aqui moleque a***fabeto cresce no caos completo
Aqui as casa populares são projetos
Engavetados na mesa de arquitetos
Um povo sem teto, sem trampo
E o crime tá perto, têm banco
Cheio de dinheiro, mas cuidado enquanto
Voce fala, telefone tem grampo
Então usa o direto, seja super discreto, usa dialeto
Se não tem papo reto, ouve a bala e fica quieto
Falador é esmagado que nem inseto
Metal pesado, tipo magneto
E nenhum filho da puta vai mudar o meu trajeto
No meio deserto, eu sei que ja ta perto
Daqui algum tempo a gente vê quem tava certo

[Refrão]

[Verso 3]
Quem tá no comando da capital, você ja sabe?
Te garanto que não é o Ka**ab
Tipo Iraque, chacina, ma**acre
Por causa da cocaína e do crack
É eu falei em 2003
O Talibã daqui é pior que o de lá
Déjà vu, mesmo filme outra vez
Nego desova e por dinheiro sei rezar por Allah
Na terra da garoa, onde bala voa
Perdida pela favela
Onde pai joga filha pela janela
Não sei o que é pior na tela
Desgraças do Datena ou mentiras da novela
Nas ruas você encontra drogas e putas
Viaturas baleadas por novos recrutas
Esse é o bang, tru
Não é só na Zona Sul, tá todo mundo em pânico

[Refrão]