A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

O Rappa

"Reza Vela"

[Verso 1]
A chama da vela que reza
Direto com santo conversa
Ele te ajuda, te escuta
Num canto colado no chão, mas sombras mexem
Pedidos e preces viram cera quente
Pedidos e preces viram cera quente

[Verso 2]
A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido
O fogo já não existe ali saíram do abrigo
São quase nada
A molecada corre e corre e ninguém tá triste
A molecada corre e corre e ninguém tá

[Refrão]
Se tudo move, se o prédio é santo
Se é pobre, mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk
E apertada tua avenida
A cera foi tarrada, não se admire
Se tudo move, se o prédio é santo
Se mais pobre, pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk e aperta tua avenida
An an an, a tua avenida, an an an

[Pós-refrão]
A cera foi tarrada, não se admire
Tá no céu, não espere o tiro apenas mire
A cera foi tarrada, não se admire
Tá no céu, balão de bucha
Não espere o tiro, apenas mire

[Verso 3]
Depois da benção o peito amassado
É hora do cerol é hora do traçado
Quem não cobre fica no samba atravessado
Sobe balão no céu rezado
Depois da benção o peito amassado
É hora do cerol é hora do traçado
Quem não cobre fica no samba atravessado
Sobe balão no samba a céu rezado

[Verso 1]
A chama da vela que reza
Direto com santo conversa
Ele te ajuda, te escuta
Num canto colada no chão, as sombras mexem
Pedidos e preces, pedidos e preces, pedidos e preces
Viram cera quente, viram cera

[Verso 2]
A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido
O fogo já não existe ali, saíram do abrigo
São quase nada, são quase nada
A molecada corre e corre, ninguém tá triste
A molecada corre e corre, ninguém tá triste
A molecada corre ninguém tá
A molecada corre ninguém tá

[Refrão]
Se tudo move, se o prédio é santo
Se é pobre, mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk
E apertada tua avenida
A cera foi tarrada, não se admire
Se tudo move, se o prédio é santo
Se é pobre, mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk e aperta tua avenida
An an an, a tua avenida, an an an

[Pós-refrão]
A cera foi tarrada, não se admire
Tá no céu, não espere o tiro apenas mire
A cera foi tarrada, não se admire
Tá no céu, balão de bucha
Não espere o tiro, apenas mire

[Outro]
Depois da benção o peito amassado
É hora do cerol, é hora do traçado
Quem não cobre fica no samba atravessado, atravessado
Atravessado, atravessado
A cera foi traçada
Sobe balão no céu rezado, sobe balão no céu rezado
Sobe balão no céu rezado, sobe balão no céu rezado
Sobe balão, sobe rezado
(Sobe balão, sobe balão, sobe balão)

[Saída]
A chama da vela que reza
Direto com santo conversa
Ele te ajuda te escuta
Num canto coladas no chão as sombras mexem
Pedidos e preces viram cera quente
A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido
O fogo já não existe ali saíram do abrigo

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol