A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Classe Crua

"Sofrerporteamar"

[Intro]

[Verso 1: Beware Jack]
És muito rija, muito dura, and i feel baby
Que andas na Lua como o Neil
Tu queres-me é na parede p'ra me moldares como o Vhills
Martelares-me a alma com o teu drill
O meu big fish não foi feito p'ro teu rio
Custa-me assusta-me viver tão intranquilo
Aquilo que eu prefiro não é perder o meu estilo
Sugestões contigo perdem quilos, quero um asilo
Estou a um metro de ficar senil
E não encontro um método p'ra sair do teu covil
Eu jurei que a mim ninguém me rouba
Mas tu tiraste o meu steez fodeste a cena toda
Fica com a coroa, fica com a razão
Se eu já não rejubilo
Prefiro que me doa
Tu és propensa a um ambiente hostil, leoa
Navego no teu mar instável numa canoa
És muito rija, muito dura, com as minhas dores
Mesmo quando eras cinzenta sentia as tuas cores
Subo e desço como a bolsa de valores
Com os meus temores, minhas alegrias e os meus dissabores
Sofrer p'ra te amar p'ra suportar rancores
Ou baixo-te a lua ou subimos de elevador
Mãos dadas como dois amores, ou dois actores
Sem guiões ou encenadores

[Sample]

[Refrão: Beware Jack]
Trancas-me à chave e perdes a chave
Para eu ficar teu refém teu escravo
A culpa é minha, a culpa é tua
A culpa é minha, a culpa é tua
Trancas-me à chave e perdes a chave
Para eu ficar teu refém teu escravo
A culpa é minha, a culpa é tua
A culpa é minha, a culpa é tua

[Verso 2: Beware Jack]
Memórias brincam como filmes
E eu saí da minha zona de conforto depois de ter filhos
Boa prova para mim é sentir-me vivo
Vivi com as mãos na garganta preso, cruz cristo
Andei no limbo, foram 10 anos nisso
Foram compromissos a entupir-me de comprimidos
Anti-depressivos, tu gostavas disso
Só faltava um regador para regar jazigos
Teu jogo é o da vingança p'ra ficarmos kits
O Sol quando brilha nunca pensa em eclipses
Há uma altura da vida em que já viste tudo
Em que revisitas o passado para não veres um futuro
Falo de mim visto que já não estamos juntos
E se um é bom, dois já são muitos
Há que ter discernimento p'ra abordar este assunto
Eu sei que tenho grandes falhas e nem sempre c*mpro
Imagino-te de luvas a cavar o meu túmulo
Sempre disseste que me amavas mesmo lá do fundo
Mas não tiveste capacidade para ver como eu me envolvo
E eu tive que ter capacidade para fugir do teu polvo
Das tuas amarras, sentir-me solto, sufoco
Sentir as tuas garras no pescoço
Sorrisos na frente, espadas no dorso
Sexo louco
O meu livro de memórias jogo p'ró esgoto
Nada preso na garganta nada preso no meu goto
Esquecer-te para viver e ser outro
Mais charmoso, mais composto
Mais confiante, mais bem disposto
Mais charmoso, mais composto
Mais confiante, mais bem disposto

[Refrão: Beware Jack]
Trancas-me à chave e perdes a chave
Para eu ficar teu refém teu escravo
A culpa é minha, a culpa é tua
A culpa é minha, a culpa é tua
Trancas-me à chave e perdes a chave
Para eu ficar teu refém teu escravo
A culpa é minha, a culpa é tua
A culpa é minha, a culpa é tua

[Sample]

[Verso 3: Beware Jack]
Tu não me queres, mas eu quero-te
Ficar preso no teu lábio como herpes
Tu não me feres, e eu espero que te enxergues
Caga no meu cash
Eu não nasci para passar cheques
Baby Boo, eu tenho os olhos bem abertos
É voodoo, se eu não nasci p'ra ficar esperto
Eu não te quero como um amor sazonal
Desfilar no verão num festival e no Natal
Eu ficava bem mas tu pelos vistos mal
Gostavas de ver-me cair dos degraus do Taj Mahal
Mas no Bairro Alto, até achas que eu sou fun
Levanto o pano, começo com uma pakistan
Tu és a vilã, acordado até de manhã
Mete os Rayban vamos assistir ao SunBurn, baby
Giras comigo porque achas que eu sou cool
Sou magrinho mas com weed fico tipo Hulk
Tu és um risco uma b*tch desregrada
Mas tens uma regra
Porque uma cabra come e cala
Não me contradigo, tudo o que digo aqui é válido
Pões-me maluco como um cogumelo mágico!
10 da manhã, check-in no Hotel Ibis
Chegas à casa de banho e largas a tua bílis
Quem é que te disse que viver da tala era fixe
Manteres a postura da Monroe não é easy
Vestido branco, nariz de coca
Tu e o teu gang, o bando do decote
E eu sou esperto, mas deste-me bem a volta
Dama, tu és uma fêmea Globetrotter
Foda-se, foge, e eu 'tou apaixonado agora
Mas só te lembras de mim quando já 'tás encharcada em droga
Mas chill, que a nossa cena não funciona
Tu cheiras tudo
Até o verniz e a acetona
E é melhor assim, deixares-me a meio do caminho
Do que no fim abandonado no monte como um moinho
Exijo, um volte face no destino
Porque confirmo, tu nunca amaste esse neguinho
Mulher não é p'ra ser meu inimigo
Mulher não me reduz ao mínimo
Mulher que eu amo não brinca com o meu íntimo
Meu não é banco meu nome não é híbrido
(E é melhor assim
E é melhor assim
E é melhor assim
E é melhor assim)

[Outro: Beware Jack & Sam The Kid]

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #


All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
Copyright © 2017-2019 Lyrics.lol